Make your own free website on Tripod.com

 
ATALAIA
HISTÓRIA
 
Freguesia do Concelho de V.N.Barquinha 
População: 4000 habitantes 
Actividades económicas: Olaria, artesanato, cerâmica, fabrico de tubos de cartão, comércio, fabrico de blocos de cimento e indústrias de canalização urbana. 
Festas e Romarias: N.S. da Assunção (15 de Agosto) 
Património cultural: Igreja Matriz, Capela do Senhor Jesus da Ajuda e Quinta da Ponte da Pedra. 
Outros locias de interesse turístico: Miradouro da Capela do Senhor Jesus da Ajuda. 
Colectividades: Sociedade Instrutiva e Recreativa de Atalaia (SIRA), União Desportiva Atalaiense (UDA), Grupo Columbófililo de Asas de Atalaia, Associação para o Desenvolvimento Social de Atalaia (ADESFA) e Associação de Pais e Encarregados de Educação da Escola do 1º.Ciclo de Atalaia. 

RESENHA HISTÓRICA 
  
   Atalaia é uma antiquísisma povoação, tendo sido fundada no século XI pelo árabes, que no ano de 711 tinham invadido a Península Ibérica. 
   O topónimo, da mesma origem, provém de Ata-lãa, que significa "monte de onde se pode vigiar ou atalaiar". 
   Em 1147, D.Afonso Henriques conquistou Atalaia ao serracenos, mas o território permaneceu muitos anos despovoado. D.Afonso II atribui-lhe foral em 1213, renovado por D.Dinis em 1315. A partir daqui, foram tomadas medidas adequadas ao seu repovoamento, além da concessão de grandes privilégios. O desenvolvimento da povoação foi a consequência lógica de todo o processo. 
   Atalaia foi senhorio de grande importância, sede de concelho e condaddo com brasão. Pertenceu a Pedro Vaz de Melo, que mais tarde, em 1446, iria receber o título de Conde de Atalaia. Obteve novo foral, por D.Manuel I, em 1514. Actualmente integrada em V.N.Barquinha, esteve incluída no concelho da Golegã entre 21 de Novembro de 1895 e 13 de Janeiro de 1898, por extinção momentânea daquele. 
   Quanto ao património edificado de Atalaia, terá de ser obrigatoriamente referida a igreja paroquial, classificada monumento nacional em 1926. Magnífica obra da resnascença portugues, foi assim descrita pelo "Guia de Portugal" (...) "A Igreja Paroquial de N.S.da Assunção, da resnacença joanina, com acrescentamentos dos séculos XVII e XVIII, é interessante e denota trabalho ou influência de João de Castilho. Portal do Renascimento com duas figuras nas colunas do lado e dois medalhões entre o friso e o arco de volta redonda. No friso, dois anjos em cornucópias e um escudo de armas. Nas pilastras externas, as esculturas de S.Pedro e S.Paulo. As pilastras são decoradas de aves estilizadas e têm busto nas bases. A porta lateral, sel laqvores, é ainda de Renascença. Interior de três naves, arcos de volta inteira e seis colunas por lado, com base e capitéis que lembram as de Marvila, em Santarém. As paredes são completamente forradas de lindos azulejos policromados, amarelos e azuis, com painéis sobre passos da Sagrada Escritura, de desenho tosco, mas de belo efeito atractivo. O arco da capela-mor é da Renascença, lavrado para dois lados e formado por duas voltas, assenta sobre colunas cilíndricas e pilastras lavradas, (...) Na pilastra da esquerda, a data de 1528. Do lado da capela-mor, a pilastra, toda bel lavrada, tem cotas, frutos, capacetes, cabeças de carneiro, medalhões, conchas, etc... A capela-mor de tipo artesoado, com pequenas mísulas da Renascença. Num nicho da esquerda do altar-mor, uma Virgem, a Padroeira, bela escultura gótica do século XIX. Do lado do Evangelho, o túmulo do Cardeal Patriarca D.José Manuel, natural desta freguesia e filho do 4º. conde de Atalaia." 
 Além da Igreja, que nos merece um destaque especial e merecido, existe ainda em Atalaia uma capela, dedicada ao Senhor Jesus da Ajuda. A população tem uma especial devoção para com o Senhor Jesus (não há memória da guerra de África ocorerr nenhum falecimento em combate por parte de militares naturais desta freguesia). Está edificada num lugar de grande interesse turístico, devido à excelente paisagem que proporciona 
 

Vai para o inicio da folha